Resumo dos pronunciamentos 03/08/2021

por Camila Reis publicado 03/08/2021 18h04, última modificação 03/08/2021 18h04

Resumo dos principais pronunciamentos

Sessão ordinária do dia 03/08/2021

Alexandre de Itaoca (PSB)

Cumprimentou o ex-vereador de Vargem Alta, Pedro Debona, presente em plenário. Concedeu homenagem ao empresário Marcelo Mendes. Afirmou que parte das emendas no projeto do IPTU foram politiqueiras e que vereadores que se omitiram de votar na matéria e se esconderam agora querem levar os créditos também.

Ary Corrêa (Patriota)

Parabenizou a comissão especial que tratou do aumento do IPTU pelo trabalho, porém alegou que a comissão tirou o direito à fiscalização da Câmara, delegando ao Ministério Público. Afirmou que, em investigação, foi comprovado que a empresa SQL havia aceitado o contrato com a prefeitura por R$8.599.000,10, mas, dias depois, foi alterado e fechado por R$ 9.002.832,00. Pediu que mais vereadores acatem a CEI. Disse que considera falta de respeito o prefeito ter vetado as emendas dos vereadores. Denunciou que há muito desvio de função nos órgãos e secretarias da prefeitura.

Diogo Lube (PP)

Esclareceu, acerca da fala de Ary Corrêa, que o papel fiscalizador da Câmara foi cumprido com o trabalho da Comissão Especial, que chegou até onde a capacidade técnica permitia, encaminhando a continuidade ao MP que teria maior capacidade. Informou que a análise da documentação reunida apontou diversas irregularidades e inconsistências. Foi solicitado em caráter de urgência que o MP e TCEES se posicionem sobre o assunto. Parabenizou a Ouvidoria da Mulher da Câmara pela promoção da Campanha Sinal Vermelho. Agradeceu à equipe da Escola do Legislativo e à assessora Lenilce Pontini pela conclusão do curso de redação oficial que foi oferecido na Casa. Informou sobre os próximos cursos que serão oferecidos para o público interno.

Alexandre Valdo Maitan (DEM)

Agradeceu a adesão dos vereadores, assessores e servidores da Câmara à Campanha Sinal Vermelho para a violência contra a mulher. Ressaltou que não houve emprego de nenhum recurso público na compra das camisas, cada um custeou a sua própria. Informou que estão retomando agora a programação que deveria ter sido realizada em março pelo dia da mulher, interrompida pela pandemia. Nesta sessão, o convidado foi o magistrado Dr Miguel Maira Ruggieri Balazs. Parabenizou a comissão especial pelo trabalho, que, inclusive, fornecerá material robusto para embasar uma possível CEI.

Brás Zagotto (PV)

Agradeceu à Escola do Legislativo e à assessora parlamentar Lenilce Pontini pelo curso oferecido aos servidores, sem custos para Casa. Deu apoio à cobrança de Leo Camargo sobre a iluminação pública, que impacta diretamente na segurança da população.

Marcelinho Fávero (PL)

Afirmou que, mesmo não havendo uma vereadora nesta legislatura, a Ouvidoria da Mulher está muito bem representada pelo vereador Alexandre Maitan e equipe. Parabenizou a Escola do Legislativo pelos trabalhos. Pediu que a prefeitura e secretaria de meio ambiente revejam o contrato com a empresa de poda de árvores, que não está tendo condições de executar o volume de serviço necessário em Cachoeiro. Informou que está acompanhando a retomada das obras de pavimentação nos bairros Aeroporto e Gilson Carone. Discursou sobre a necessidade de pontos de equilíbrio nas matérias, entre a politicagem e as necessidades da população, entre o que agrada e o que é permitido por lei, etc.

Osmar “Chupeta” (Republicanos)

Agradeceu porque, aquilo que o povo está pedindo através dele, está sendo atendido pela prefeitura e secretários. Pediu que resolvam a situação de cobrança de estacionamento rotativo próximo aos hospitais, que vem prejudicando doadores de sangue, cuidadores, visitantes, pacientes, dentre outros.

Leo Camargo (PL)

Cobrou conserto e melhorias das estradas da localidade de Gruta, principalmente para escoamento da produção agrícola e transporte escolar. Queixou-se sobre as diversas lâmpadas queimadas na iluminação pública, devido à falta de contrato válido para o serviço, e que o 156 é ineficiente para acolher as solicitações de substituição. Sobre o IPTU, afirmou que sua bandeira será a transparência acima de tudo.

Juninho Corrêa (PL)

Falou sobre toda a polêmica envolvendo o IPTU, afirmando que os vereadores foram os primeiros a serem cobrados pela população por algo decidido pelo prefeito. Este sabia que o imposto ia aumentar e não avisou à população, cedendo e indo negociar com o TCEES somente após a pressão política e popular. Disse que o prefeito garantiu que acataria e sancionaria aquilo que a Câmara decidisse sobre o assunto e, às vésperas do recesso parlamentar, enviou o veto. Por isso, por uma questão de honra, a Câmara tem que derrubar o veto do prefeito. Anunciou que será o presidente do PL em Cachoeiro e que o partido já tem se movimentado para apresentar candidatos próprios nas próximas eleições.

Leo Cabeça (PDT)

Reclamou que a secretária de esportes, que afirmava ser a melhor gestora do município, se tornou candidata e, após isso, não conseguem mais ser atendidos em nome da comunidade de Soturno/ Gironda.

Allan Ferreira (Podemos)

Falou sobre a defasagem da tabela de valores pagos pelo SUS, que ocasiona que a Santa Casa contraia grandes dívidas para continuar prestando os serviços à população. Pediu que a Câmara se una a população e cobre ajuda do governo do estado e demais municípios atendidos pelo hospital para evitar que a Santa Casa feche as portas. Informou que está assumindo a presidência do Podemos em Cachoeiro.

Pr. Delandi Macedo (Podemos)

Parabenizou a Assembleia de Deus da Samuel Levy que retomou projeto de escola de música gratuita. Parabenizou a comissão especial e ao vereador Diogo Lube pelo trabalho realizado na matéria do IPTU. Lembrou que o trabalho democrático precisa ser balizado pela ética e pelo respeito. Lamentou que a Câmara esteja sendo constantemente responsabilizada pelo problema do IPTU, o qual tentou resolver e não causou. Afirmou que o prefeito assumiu compromisso, através de fala ao presidente Brás Zagotto, de acatar as emendas propostas pela Câmara. Esclareceu que a retirada de taxa de lixo de imóveis é inconstitucional e por isso a emenda não poderia ser aprovada.

Arildo Boleba (PDT)

Afirmou que estão enxugando gelo sobre o IPTU, que assinou a emenda e por isso votará para derrubar o veto.

Mestre Gelinho (PSDB)

Disse que não é “levado pelo vento” e por pressões e que fará seu papel como legislador, sempre a favor do povo. Falou sobre o Dia do Capoeirista e os mestres referência na modalidade em Cachoeiro. Reafirmou que a Ouvidoria Racial continua aberta e pronta para atender qualquer um que se sinta vítima.