Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / Resumo de pronunciamentos de 20fev18

Resumo de pronunciamentos de 20fev18

por Célia Ferreira publicado 21/02/2018 15h40, última modificação 21/02/2018 15h41

 

 

 

 

Alexon Soares Cipriano (PROS)

Diz que recebeu denúncias sobre convocação irregular de aprovados no processo seletivo da Educação, repassou os dados à secretaria e vai acompanhar as providências que serão tomadas. Afirma que um dos problemas do PDM é não contemplar a expansão urbana também nos distritos. Afirma que não haver entrega de correspondência nos endereços dos distritos é absurdo: “Isso não é luxo, é cidadania. Vejam o caso de Itaoca, por exemplo, que gera renda importante para o estado e ainda tem o sistema de posto de correios”. Reclama da falta da medicação Enoxaparina Sódica para os pacientes de Cachoeiro. Afirma que o anúncio do governo estadual sobre a volta do atendimento local do 190 até junho, às vésperas da eleição, é chamar o povo de palhaço. “ E mesmo assim, só vou acreditar depois que estiver funcionando”.

 

Antônio Geraldo de Almeida Costa (PP)

Diz que as pessoas que estão com saúde devem agradecer a Deus e sugere que pratiquem a solidariedade, visitando doentes nos hospitais. Diz que é importante que os movimentos comunitários se organizem junto à Fammopocci. Diz que é preciso agilizar as obras do pronto atendimento Paulo Pereira, cuja paralisação está prejudicando toda a população, e, inclusive, voltar a fornecer o atendimento em odontologia prestado na unidade. Sugere que se convoque o secretário de Desenvolvimento Felipe Macedo para falar sobre o momento difícil que passa a economia na cidade. Afirma que conversou com a secretária de educação Cristina Lenz, que disse já ter conhecimento sobre as denúncias de irregularidades na convocação de candidatos aprovados em processo seletivo, e espera as apurações.

 

Bras Zagotto (SD)

Diz que, este ano, seu mandato continuará cobrando da prefeitura a realização de obras no bairro Vila Rica, para que a população local tenha mais qualidade de vida. Afirma que o Senador Magno Malta lhe enviou correspondência informando que irá atender a seu pedidos, apresentando emendas para o bairro no valor de R$ 400 mil. Além disso, diz que também conseguiu R$ 500 mil junto ao Senador Ricardo Ferraço e R$ 400 mil com o deputado Carlos Manato para obras importantes. Diz que pediu apoio à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, para desburocratizar e baratear a atividade econômica em Cachoeiro, para evitar que tantas lojas e fábricas continuem fechando.

 

Diogo Pereira Lube (PDT)

Elogia a realização do curso que permitirá à Guarda Municipal o porte de armas, e afirma que é um ótimo momento para a reflexão sobre o armamento dos cidadãos: “Queremos uma sociedade armada, ou não seria melhor qualificar os profissionais da área de segurança?”. Diz que tem recebido muitas denúncias sobre fraudes na contratação de professores de designação temporária e a secretaria precisa agir rápido, para que ninguém seja prejudicado. Diz que consultou a prefeitura sobre ruas sem denominação nos bairros Gilson Caroni e Zumbi, e ainda não recebeu resposta.

 

Edison Valentim Fassarela (PV)

Parabeniza o prefeito pelo realização do curso da Guarda Municipal e pela renovação da frota de veículos. Diz que embora exista no município desde 2006 o Programa de Regulação de Obras (PRO), centenas de obras foram feitas de modo irregular, e de nada adianta que os proprietários sejam notificados pelos fiscais, pois as leis estão defasadas e não permitem aregularização.

 

Elio Carlos Silva de Miranda (PDT)

Diz que protocolou projetos de lei na Câmara para instituir a utilidade pública da Associação do bairro Rui Pinto Bandeira e também da Apac – Associação de Proteção aos Condenados. Afirma que a sociedade brasileira precisa criar políticas que ofertem oportunidades de ressocialização para estas pessoas. Diz que, a convite do vereador Higner Mansur, participou de reunião sobre a Ilha do Meireles, que se encontra abandonada. Diz que se emocionou e deseja que a municipalidade recupere o local, cuidando de sua infraestrutura. Afirma que é preciso fazer duas ocupações dos espaços públicos, uma institucional, com o poder público dando segurança e condições de uso a estes espaços, e outra social, com a população realizando atividades nos locais.

 

Higner Mansur (PSB)

Diz que está reapresentando requerimentos já enviados à prefeitura, para os quais não obteve resposta anteriormente, com assuntos importantes que envolvem o Ipaci e o Plano Diretor Municipal (PDM), entre outros. Diz que tem escrito reiteradamente sobre o PDM, desde 1992, que se dedica ao assunto, e que por isso estranha a convocação de mais uma audiência pública do CPDM. Lembra que, nesta data, comemoram-se 105 anos do suicídio e 156 anos do nascimento de Bernardo Horta.

 

Paulo Sérgio de Almeida (PRP)

Lembra a passagem do Dia Mundial da Assistência Social.

 

Rodrigo Sandi (PTN)

Defende projeto de lei que denomina de Moeda Verde, de sua autoria, já implantado em algumas outras cidades do país, para incentivar a troca de resíduos recicláveis por alimentos. Diz que atualmente a prioridade de sua comunidade, no bairro Zumbi, é a segurança pública, mas infelizmente não vê o governo do estado se preocupando com isso. Diz que o fim da violência no bairro depende também da ocupação social no local, com atividades de esporte e cultura, entre outras, e que vai continuar lutando para conseguir melhorar as condições de vida no bairro, inclusive com mais segurança para os moradores.

 

Sílvio Coelho Neto (PRP)

Agradece a Semsur, Secretaria de Obras, funcionários da prefeitra, e às empresas que doaram as tintas pela reforma da Capela Mortuária de Conduru. Parabeniza o prefeito pelo realização do curso da Guarda. Diz que fez novamente o pedido de ensaibramento e patrolamento de estradas e várias outras obras em vários distritos.

 

Wallace Marvila Fernandes (PP)

Afirma que Cachoeiro precisa ter um local que possa recepcionar os turistas que visitam a cidade. Diz que conversou com a secretária de Educação sobre as falhas na convocação de aprovados no processo seletivo da prefeitura, e acredita que haverá a regularização do processo.