Escola do Legislativo oferece curso Oratória 4.0 em parceria com Ramon Barros

por Camila Reis publicado 16/08/2021 17h43, última modificação 16/08/2021 17h43

Na próxima quarta, 18, das 8h às 11h no plenário da Câmara Municipal, acontecerá o curso Oratória 4.0, ministrado por Ramon Barros, palestrante e mentor de comunicação. O curso será oferecido de forma gratuita, em parceria com a Escola do Legislativo. Barros explica que “durante meses, eu e o Wallace (Marvila, gerente da Escola do Legislativo) estamos conversando sobre como oportunizar esse curso através da Escola do Legislativo, até que chegou o momento e a data certa. É uma parceria com a escola, fruto do convite do Wallace, o que muito me honra”.

Devido às restrições sanitárias em relação ao espaço físico, esta primeira oferta contemplará vereadores e assessores apenas.  “Os participantes poderão ter uma nova visão de como a comunicação se modernizou hoje em dia, a ponto de definir nosso posicionamento no mundo. Por exemplo: nada voltará a ser 100% como antes. O mundo é híbrido e a tendência é que a tecnologia que avançou nestes dois anos seja cada vez mais aprimorada e utilizada como já está sendo: telemedicina, transmissões com holografia, entre outras inovações. Por isto vamos ensinar técnicas de como preparar uma apresentação - qualquer que seja - dentro dos conceitos da Jornada do Herói, na qual poderemos chegar ao coração e à mente das pessoas com mais facilidade. E o que a humanidade hoje precisa é disso: ser tratada como gente. A Inteligência Artificial tem que abrir caminho para a inteligência emocional. E na comunicação isso é tudo”, esclarece Ramon.

O vereador Professor Diogo Lube (PP), coordenador da Escola, ressalta a importância desse conhecimento para o público alvo: “vereadores e assessores são a ‘cara’ do legislativo, estão frente a frente com a população diariamente. É necessário ter empatia e clareza nas falas, alinhar o discurso com o sentimento, acolher aqueles que chegam até nós precisando de informação, de direcionamento, de se sentirem representados.”