Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / Assédio Moral e Sexual foi tema de palestra promovida pela Ouvidoria da Mulher

Assédio Moral e Sexual foi tema de palestra promovida pela Ouvidoria da Mulher

por Adriana Sampaio publicado 22/04/2019 19h45, última modificação 23/04/2019 20h26

A Ouvidoria da Mulher da Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim, promoveu nesta segunda-feira (22), a palestra com o tema “Assédio Moral e Sexual no Trabalho”. Essa primeira palestra faz parte de um ciclo de informações criado pela ouvidoria da Casa Legislativa Cachoeirense.

Estiveram presentes a psicóloga e palestrante Elivane da Silva Santos, que voluntariamente discorreu sobre o tema com profissionalismo e competência. Durante a palestra os tradutores e interpretes de LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais, Camila Ornelas e Vagner Santana Rodrigues, doaram o seu conhecimento na linguagem dos sinais, interpretando e traduzindo a explanação da palestrante para o público surdo que estava presente.

Considerado uma perseguição insistente e inconveniente que tem como alvo uma pessoa ou grupo específico, o assédio afeta a paz, a dignidade e a liberdade, tornando-se um grande causador de doenças psicossomáticas, as quais tem acometido muitos profissionais nas diversas áreas, informou a palestrante.

Durante a palestra uma participante surda, questionou se caso alguma pessoa surda necessite fazer uma denúncia a ouvidoria, como seria o atendimento devido a dificuldade de comunicação.

A vereadora Renata Fiório (PSD), esclareceu que em primeiro momento a Ouvidoria da Mulher poderá receber a solicitação do agendamento através de e-mail, e se informada a necessidade da pessoa precisar de um tradutor e interprete de LIBRAS, será solicitado o profissional para na data agendada  atender satisfatoriamente a quem necessitar fazer a denúncia.“A Casa e a Ouvidoria da Mulher sempre estarão empenhadas em atender aos Cidadãos.” Afirmou Renata.

O presidente Alexon Cipriano (PROS) informou que a Casa através dos membros da Mesa Diretora está em estudos para possibilitar cada vez mais o acesso ao público, seja no espaço físico ou através dos atendimentos nas ouvidorias. “A acessibilidade é uma das metas a serem atingidas por este Legislativo Municipal.” Concluiu Alexon.