Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / Notícias

Notícias

por Interlegis — publicado 06/09/2017 17h29, última modificação 13/09/2017 16h02
Banco de notícias desta Casa Legislativa.

Estudantes visitam a Câmara

por Célia Ferreira publicado 13/07/2018 12h15, última modificação 13/07/2018 12h37

 

 

Alunos do 6º ao 9º anos da EMEB Gércia Guimarães, do bairro Rubem Braga, visitaram a Câmara Municipal nesta sexta-feira (13). A visita faz parte de projeto coordenado pela ouvidoria do município, cujo objetivo é proporcionar aos jovens a oportunidade de conhecer melhor o poder público, para que possam participar do controle social. “Conhecendo as instituições responsáveis pela gestão pública, eles aprenderão quais são seus deveres e também os seus direitos, para que possam preservá-los”, disse a ouvidora geral do Município, Kédyma Marques, que acompanhou os alunos, junto com o gestor da escola, Ricardo Rocha Ribeiro.

 

Todo mundo tinha que saber qual é o trabalho do vereador, e por isso é importante a gente vir aqui”, disse o aluno Rafael, que, assim como os demais é membro do Grêmio Estudantil da escola. Os estudantes foram recebidos pelo diretor-geral da Câmara, Wilson Dillem, e pela chefe de gabinete, Ana Pancine, e puderam conversar com os vereadores Ely Scarpani e Rodrigo Sandi. Para visitar a Câmara, basta agendar com o Gabinete da Presidência, pelo telefone 3526-5610.

Câmara altera empréstimo de R$ 120 milhões

por Célia Ferreira publicado 11/07/2018 10h40, última modificação 11/07/2018 10h42

 

 

 

A Câmara Municipal aprovou nesta terça-feira (10) projeto de lei do Poder Executivo que altera a lei aprovada no ano passado, em que o Município é autorizado a fazer empréstimo de até R$ 120 milhões na Caixa Econômica Federal, para realizar obras de saneamento e infraestrutura, além de investimentos nas áreas administrativa e tributária. O objetivo da alteração é permitir que, além de obras no meio urbano, os recursos também possam ser utilizados nas áreas rurais. Além disso, o prefeito afirma que o novo texto adéqua a dispositivos constitucionais as garantias oferecidas pelo município à Caixa.

 

A defesa do projeto foi feita pelo líder do Prefeito na casa, Pastor Delandi Macedo, e pela funcionária da Caixa, Elisa Boina. Segundo ela, a literatura afirma que, para se ter desenvolvimento social é preciso que o país invista no mínimo 5% do PIB, o mesmo valendo para o município. “Na situação atual, onde Cachoeiro vai conseguir recurso?”, questionou, afirmando que Serra, Cariacica, Viana e Vitória, entre outros municípios capixabas, já fizeram este tipo de financiamento na Caixa.

 

A vereadora Renata Fiório (PSD) mostrou-se contrária ao projeto, dizendo não acreditar que Cachoeiro possua capacidade financeira para assumir uma dívida neste montante. Ela e o vereador Higner Mansur (PSB) foram os únicos a votar contra a matéria, que foi aprovada por 15x02, registrando-se a ausência de Dário Silveira (PSDB) e a abstenção regimental do presidente Alexandre Bastos (PSB).

Pronunciamentos da sessão de 10/07/2018

por Célia Ferreira publicado 11/07/2018 09h59, última modificação 11/07/2018 09h59

Alexandre Andreza Macedo (DEM)

Fala de sua indignação com a secretaria de interior e agricultura, comparando-a com a de Castelo, que atende muito bem suas comunidades limítrofes com áreas de Cachoeiro totalmente desassistidas.

 

 

Alexon Soares Cipriano (PROS)

Fala sobre indicações que fez solicitando obras e serviços para vários bairros e distritos do município. Pede manutenção nas estradas do município, lembrando que toda a malha precisa de cuidado. Afirma que o interior do município carece de muitos investimentos, principalmente na área de saúde e educação.

 

 

Allan Albert Lourenço Ferreira (PRB)

Lembra antiga solicitação, ainda não atendida, sobre manutenção no redutor de velocidade no bairro Km 90, perto do Paulinho Lanches.

 

 

Antônio Geraldo de Almeida Costa (PP)

Agradece à comunidade a recepção que teve em Alto Moledo, onde foi anotar demandas. Afirma que as estradas do interior estão uma vergonha. Diz que tem 14 páginas com demandas que têm recolhido pelo município. Informa que apresentará projetos para criação de jogos estudantis, jogos comunitários, guarda comunitária e bancode ideias legislativas. Diz que irá apurar informação dada por funcionária da Upa a um paciente, de que a unidade não faz curativos. Informa à população dos bairros BNH de Cima e BNH de Baixo que a prefeitura irá recolher entulho até sábado. Convida para o Arraiá dos Servidores da Câmara, na próxima sexta-feira, no Atletas Clube, antigo Skala.

 

 

Bras Zagotto (SD)

Comemora o resgate dos meninos na Tailândia.

 

 

Delandi Pereira Macedo (PSC)

Diz que vereadores são interlocutores da comunidade e fiscalizadores, e registra o pedido de várias obras e serviços no bairro Agostinho Simonato. Parabeniza secretários e comunidade pelo trabalho que está sendo feito em Banca de Areia, Gruta e outros locais, que, segundo ele, estão sendo atendidos pela prefeitura com toda dedicação, como não ocorria, conforme moradores, há mais de 60 anos. Afirma que prefeitura está licitando a reforma de 24 escolas. Comenta pesquisa publicada pela rede Record na qual se afirma que os brasileiros querem um presidente cristão, contra o aborto e o casamento entre pessoas do mesmo sexo, entre outros fatores.

 

Diogo Pereira Lube (PDT)

Relaciona as indicações que apresenta à prefeitura nesta semana, com pedidos de obras e serviços para vários bairros da cidade, destacando a solicitação de reparos no telhado da EMEB São Vicente, onde os alunos estão correndo riscos, e questiona projeto do Executivo destinando R$ 680 mil para compra de livros já no segundo semestre, enquanto muitas escolas precisam de reparos em seus prédios. Afirma que existe programa do Ministério da Saúde que promove a prevenção ao HIV, mas é preciso divulgá-lo nas escolas, para que os jovens saibam como evitar o vírus.

 

 

Edison Valentim Fassarela (PV)

Conta que fez indicação para que sejam feitas contenções na galeria que atravessa o bairro Paraíso e Amarelo, cujo fundo é de cimento, e sofre com assoreamento. Afirma que irá discutir o assunto em audiência pública com Agersa nesta quarta-feira e convida população a participar. Informa que circuito cultural Arte entre os Povos acontecerá novamente no bairro Paraíso, no final de agosto. Diz que o Hospital Unimed, mesmo sendo particular, traz crescimento e empregos para a cidade, assim como uma escola particular e o Perim que estão sendo construídos no bairro Paraíso trará empregos e desenvolvimento para a comunidade.

 

 

Elio Carlos Silva de Miranda (PDT)

Comemora pavimentação da rua Maria Elza dos Santos Cruz, no bairro Rui Pinto Bandeira, que vai atender a supercreche da região e lembra de outras vias no local que também precisam de atenção. Lamenta que os governos, sucessivamente não tenham uma política voltada para o campo, que mantenha a população nas comunidades, com qualidade de vida, trabalhando e produzindo.

 

 

Higner Mansur (PSB)

Diz se preocupar com a situação salarial dos servidores municipais, cuja remuneração é, segundo ele, miserável, e pede atenção ao projeto de Poder Executivo que destina R$ 16 milhões ao Programa de Desligamento Voluntário, que “vai dar pra quem está saindo, mas vai tirar de quem está ficando”. Afirma que a anunciada verba para reforma do mercado São João não estará disponível em 2018. Diz que o vereador Dário é pessoa justa, educada e gentil, que cometeu um erro, e merece seu apoio e o de toda a Câmara.

 

 

Renata Sabra Baião Fiório Nascimento (PSD)

Diz estar feliz por ter recebido resposta sobre criação da Secretaria de Turismo, escrita com muita responsabilidade, dizendo que haverá um órgão específico para o setor. Sa mesma forma, elogia resposta da Secretaria de Saúde sobre currais clandestinos, “também muito criteriosa”, e a resposta da Secretaria de Educação esclarecendo sobre os cardápios das escolas. Agradece ao DER pela iluminação da passarela do Ifes, embora a responsabilidade fosse da prefeitura. Disse estar triste com o aviso do prefeito de que não usará o brasão aprovado em lei apresentada por ela. Convida para a Feira de Negócios, que segundo ela terá eventos muito importantes. Afirma que irá apoiar audiência pública sobre segurança que será realizada pelo vereador Alan, e sugere que a atuação da Guarda seja debatida.

 

 

Rodrigo Sandi (PTN)

Relaciona suas indicações com solicitação de obras e serviços em vários bairros da cidade. Registra ação social que realizou no Zumbi no último final de semana, destacando que o bairro vive situações de violência e criminalidade. “Estamos buscando fazer o máximo de ações na área social, esportiva e cultural, para dar opções aos nossos jovens”, afirma.

 

 

Sílvio Coelho Neto (PRP)

Parabeniza Burarama pela realização da Festa do Boi no Rolete. Conta que esteve na entrega da duplicação da Rodovia 482 e entrará com pedido de iluminação pública na estrada, “pelo menos até São Joaquim”. Conta que esteve reunido com a deputada Cláudia Lemos, debatendo sobre demandas da região sul.

 

 

Wallace Marvila Fernandes (PP)

Afirma que fez indicação pedindo informação sobre a fiscalização de motocicletas que possuem a descarga aberta, fazendo enorme barulho que incomoda moradores em toda a cidade.

 

Vereadores se solidarizam com Darinho

por Célia Ferreira publicado 10/07/2018 00h00, última modificação 11/07/2018 11h20

 

 

A maioria dos vereadores de Cachoeiro aproveitou a sessão desta terça-feira (10) para expressar solidariedade ao vereador Dario Silveira Filho (PSDB), preso há cerca de uma semana, acusado de ter vazado informações sobre a segunda fase da Operação Panaceia, que investiga venda de medicamentos de origem ilícita em farmácias de Cachoeiro. Dário é motorista da Vigilância Sanitária municipal e acompanhou uma das equipes na primeira fase da operação, quando 13 pessoas foram presas.

 

O vereador Higner Mansur (PSB) foi o primeiro a se manifestar. Segundo ele, o vereador Dário é pessoa justa, educada e gentil, que cometeu um erro, merecendo o seu apoio e o acompanhamento da Câmarao que foi prontamente acatado pelo presidente Alexandre Bastos (PSB). “Darinho é amigo de todos, e talvez por isso mesmo tenha se comportado desta maneira”, disse o presidente.

 

Os vereadores Pastor Delandi (PSC), Rodrigo Sandi (PODE), Paulinho Careca (PRP), Allan Ferreira (PRB), Edison Fassarela (PV), Sílvio Coelho (PRP), Antônio Geraldo (PP) e Elio Carlos Miranda (PDT) foram alguns dos que também fizeram questão de apoiar Darinho. “ Passei por algo semelhante em 2016, e sei como o sofrimento atinge todos que nos amam. Nos dias de hoje, no mundo digital, não se espera a apuração da verdade, e não há respeito pela pessoa e pela família. Confio na lisura dele e estou em oração para que tudo acabe bem”, disse Alexon Cipriano (PROS).

Cachoeiro poderá ter sede do CVV

por Célia Ferreira publicado 03/07/2018 16h00, última modificação 03/07/2018 16h00

 

Diante do grande número de suicídios em Cachoeiro, assim como em outros municípios da região sul do estado, o vereador Diogo Lube participa das articulações para a criação de uma sede do Centro de Valorização da Vida (CVV) em Cachoeiro. Para falar desta iniciativa, as psicólogas Cristina Pacífico e Flávia Ávila, da Psocovida, estiveram na Câmara na sessão ordinária desta terça-feira (03). Segundo elas, o objetivo é que o CVV possa trabalhar com estratégias de enfrentamento, e uma delas seria disponibilizar uma linha de telefone para que as pessoas com tendências suicidas ou à autolesão liguem em busca de apoio nos momentos de crise e desespero. “Essas pessoas não querem acabar com a vida, mas com o desespero. Por isso o apoio psicológico é importante”, diz Cristina.

Sessão Solene reúne comunidade e autoridades

por Célia Ferreira publicado 27/06/2018 11h45, última modificação 27/06/2018 11h49

 

A Câmara Municipal de Cachoeiro realizou na noite desta terça-feira, na FDCI, a sessão solene comemorativa da Festa de Cachoeiro. Elogiada pela sobriedade e leveza, a sessão foi aberta com apresentação musical do Duo Brothers, que antecedeu o hino cantado por Marcelo Duarte, do grupo Anjos de Resgate. O artista plástico Moacyr Travaglia expôs algumas de suas obras no salão principal. E as Meninas Bordadeiras de Burarama mostraram seu trabalho no saguão onde os convidados eram recepcionados.

 

Comunidade e autoridades lotaram o auditório e aplaudiram os homenageados com as diversas comendas concedidas pelo Poder Legislativo, especialmente a Cachoeirense Presente Nº 1 de 2018, jornalista Regina Monteiro, e o Cachoeirense Ausente Nº 1 de 2018, o advogado José Eduardo Coelho Dias, o Zedu.

 

O presidente da Câmara, Alexandre Bastos (PSB), comemorou o sucesso da solenidade e, nas redes sociais, disse que a palavra do dia é “gratidão”. “Gratidão primeiramente a Deus, por me permitir viver mais esse momento tão importante, em que comemoramos a Dia de Cachoeiro e homenageamos nossos filhos ilustres. Gratidão aos meus colegas vereadores, por toda paciência, companheirismo e comprometimento com a cidade e com o povo de Cachoeiro. Pelo respeito com a coisa pública e pela coragem de assumir a mudança. Obrigado a todos os servidores da nossa Câmara Municipal, que se dedicaram para que tudo saísse perfeito. Obrigado a todos os homenageados, que abrilhantaram ainda mais o nosso evento, e obrigado a cada um que nos honrou com sua presença. Que Deus nos abençoe cada dia mais”, postou.

Rejeitado reajuste para servidor da Câmara

por Célia Ferreira publicado 26/06/2018 09h30, última modificação 27/06/2018 11h57

 

A Câmara Municipal rejeitou nesta segunda-feira (25), em sessão extraordinária, projeto de lei da Mesa Diretora que concederia reajuste de 2,95% na remuneração dos servidores da Casa. Apesar do parecer da Procuradoria da Casa, garantindo a constitucionalidade da matéria, por tratar-se de reajuste remuneratório, passível de ser implementado pelo chefe do Legislativo, a maioria dos vereadores optou por seguir o entendimento da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, segundo o qual a matéria continha vício de iniciativa, sendo de exclusiva competência do Poder Executivo, devido à “inequívoca natureza de revisão geral anual”.

 

 

Resultado da votação: matéria rejeitada por 13 x 5

 

Votaram a favor da matéria: Allan Ferreira (PRB); Delandi Pereira Macedo (PSC); Ely Escarpini (PV); Renata Fiório (PSD); Wallace Marvila (PP)

 

Votaram pela rejeição da matéria: Alexandre Andreza Macedo (DEM); Alexandre Maitan (PDT); Alexon Cipriano (PROS); Antônio Geraldo (PP); Bras Zagotto (SD); Dario Silveira Filho (PSDB); Diogo Lube (PDT); Edison Valentim Fassarela (PV); Elio Carlos Silva de Miranda (PDT); Higner Mansur (PSB) Paulo Sérgio de Almeida (PRP); Rodrigo Sandi (PTN); Sílvio Coelho (PRP)

 

Abstenção regimental (não vota por estar na presidência): Alexandre Bastos (PSB)

Tíquete feira estendido aos servidores legislativos

por Célia Ferreira publicado 26/06/2018 09h25, última modificação 27/06/2018 11h52

 

Embora por votação apertada, foi aprovado na sessão extraordinária de segunda-feira (25), projeto que estendeu aos servidores do Legislativo o tíquete feira já recebido pelos funcionários do Executivo, no valor de R$ 30 por quinzena. O presidente da Câmara, Alexandre Bastos (PSB), lembra que a matéria beneficia também a economia do município, especialmente o agronegócio. "É um benefício para os servidores e para os produtores rurais", destaca.

 

Resultado da votação: matéria aprovada por 10 x 8

 

Votaram a favor da matéria: Alexandre Andreza Macedo (DEM); Delandi Pereira Macedo (PSC); Diogo Lube (PDT); Edison Valentim Fassarela (PV); Ely Escarpini (PV); Higner Mansur (PSB); Paulo Sérgio de Almeida (PRP); Renata Fiório (PSD); Sílvio Coelho (PRP); Wallace Marvila (PP)

 

Votaram contra a matéria: Alexandre Maitan (PDT); Alexon Cipriano (PROS); Allan Ferreira (PRB); Antônio Geraldo (PP); Bras Zagotto (SD); Dario Silveira Filho (PSDB); ); Elio Carlos Silva de Miranda (PDT); Rodrigo Sandi (PTN);

 

Abstenção regimental (não vota por estar na presidência): Alexandre Bastos (PSB)

Câmara devolve R$ 250 mil à prefeitura

por Célia Ferreira publicado 26/06/2018 08h35, última modificação 27/06/2018 11h56

 

A Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim devolveu à Prefeitura, esta semana, R$ 136,112,27, relativos à finalização dos acertos financeiros e contábeis do exercício de 2017. Com isso, o valor total de devolução de recursos do exercício anterior chega a exatos R$ 250 mil, já que, em 28 de dezembro, o Legislativo já havia enviado R$ 113.887,73 de volta aos cofres municipais. A sobra é decorrente de compensação junto ao INSS através do Gefip, rendimentos de aplicações e ao superavit financeiro de 2017.

 

Segundo o presidente Alexandre Bastos (PSB), assim como em dezembro, a Câmara está solicitando ao prefeito que os recursos devolvidos sejam destinados à Santa Casa de Cachoeiro. “Sabemos que a decisão cabe ao Executivo, mas acreditamos que o investimento na saúde é sempre necessário e beneficia a toda a população”, afirma Alexandre.

Sessão Solene comemora o Dia de Cachoeiro

por Célia Ferreira publicado 25/06/2018 15h00, última modificação 25/06/2018 15h00

 

 

 

A Câmara Municipal de Cachoeiro realiza nesta terça-feira (26), a partir das 19h00, no auditório da FDCI, a sessão solene comemorativa da Festa de Cachoeiro.

 

É nesta sessão que serão entregues os títulos de Cachoeirense Presente Nº 1 de 2018 à jornalista Regina Monteiro e de Cachoeirense Ausente Nº 1 de 2018 ao advogado José Eduardo Coelho Dias, o Zedu. Também serão concedidos na ocasião os títulos de Cidadania Cachoeirense, medalha do Mérito Legislativo, títulos de Empresário do Ano, entre outras comendas.

 

 

O presidente da Câmara, Alexandre Bastos (PSB), diz que a sessão da Festa de Cachoeiro tem grande importância para a Câmara e para a sociedade. “É um momento de reconhecer e homenagear tantas pessoas que trabalham para fazer do nosso município um lugar melhor para todos”, afirma.

 

Resumo dos Pronunciamentos 19 de junho de 2018

por Janemar publicado 20/06/2018 17h37, última modificação 20/06/2018 17h37

Antonio Geraldo de Almeida Costa (PP)

Lamentou o fim do serviço de plantão de Odontologia do PA Paulo Pereira e afirmou que o serviço precisa voltar, devido à necessidade da população carente. Disse que a Comunidade de Valão de Areia precisa de atendimento médico em local mais próximo, em Itaoca, e não em Coutinho, onde a comunidade foi cadastrada.

 

 

Diogo Pereira Lube (PDT)

Disse que boa parte dos suicídios tem como causa a depressão, e atinge muitas pessoas ligadas ao movimento LGBT, devido ao fato destas pessoas sofrerem exclusão da sociedade. “Homossexuais tem maior probabilidade de cometerem suicídio”, falou. Disse que o CCV, entidade que atua na prevenção dos suicídios, será instalado em Cachoeiro em parceria com a SEMDES.

 

 

Edison Valentim Fassarela (PV)

Disse estar satisfeito com a retomada das obras do PA Paulo Pereira e pela entrada do projeto que inclui mais cinco municípios no consórcio CIM Polo Sul.

 

 

Elio Carlos Silva de Miranda (PDT)

Disse que está trabalhando para que a comunidade de Santa Fé de baixo e Córrego dos Monos tenha sinal de qualidade telefonia móvel, mas tem encontrado dificuldades, como a falta de interesse das empresas e a limitação do número de antenas disponibilizadas pelo governo.

 

 

Delandi Pereira Macedo (PSC)

Disse que a escola Tereza Valiatti, no bairro Boa Esperança, está com sérios problemas no telhado. Afirmou ter feito indicação para que a prefeitura municipal execute patrolamento e ensaibramento na estrada da agrovila da Safra. “Os produtores precisam escoar sua produção”, falou. Afirmou que, quando autoridades chegam a eventos, devem ser chamadas para compor mesas, aí incluindo vereadores.

 

 

Bras Zagotto (SD)

Reclamou que muitas ruas do alto Vila Rica não tem asfaltamento, e que a massa asfáltica comprada pela Prefeitura seria suficiente para pavimentar várias ruas de diversos bairros da cidade. Disse que na sexta passada esteve em evento no bairro Vila Rica, e reclamou que o cerimonial da Prefeitura não o chamou -para compor a mesa. “Os vereadores precisam ser respeitados, não é arrogância minha. Quase fiquei doente por causa disso”, falou o vereador.

 

 

Renata Sabra Baião Fiorio Nascimento (PSD)

Disse que fez pedido de informação sobre porque apenas uma pessoa cuida do turismo em Cachoeiro, no caso um cargo de gerência na secretaria da Cultura. Disse que os vereadores representam suas comunidades, além de serem autoridades de fato, e precisam ser respeitados. Disse que o município precisa se desburocratizar se quiser crescer, além de se pensar em medidas para facilitar a vida dos microempresários e produtores artesanais.

 

 

Allan Albert Lourenço Ferreira (PRB)

Falou que na semana que vem o Bairro São Francisco de Assis será atendido por linhas de ônibus, nas vias asfaltadas, segundo informações da AGERSA. Disse que gostaria de saber porque falta legista de plantão no IML de Cachoeiro nos fins de semana.

 

 

Wallace Marvila Fernandes (PP)

Falou que os vereadores aprovaram o projeto do rotativo há mais de um ano, e até agora não se resolveu o problema da falta de estacionamento. “Não entendo o porque de tanta demora. O comércio do centro está sendo sacrificado”, falou o vereador.

 

Rodrigo Sandi (PODE)

Disse estar triste por causa dos problemas pelos quais passa o bairro Zumbi. Reclamou da falta de legistas nos finais de semana em Cachoeiro. “Dependendo das circunstancias do falecimento, as famílias ficam sem saber o que fazer para liberarem os corpos dos seus entes queridos”, falou o vereador. Disse que teve que cancelar seus eventos de ação social no Zumbi, devido a falta de espaço adequado. Disse que a rua Rene Nogueira,no bairro Zumbi, precisa de construção de muro de arrimo. Falou que gostaria de que a televisão mostrasse o lado bom do bairro, com seus projetos sociais e a pista de treino de motocross, e não apenas a violência.

 

Alexon Soares Cipriano (PROS)

Disse que a quadra poliesportiva do Caiçara precisa de reforma. “Há recursos de emendas do senador Magno Malta e da Prefeitura, mas o processo ainda está na Caixa”, falou. Afirmou que a quase totalidade dos centros comunitários da cidade estão precisando de manutenção.

 

 

Paulo Sergio de Almeida (PRP)

Agradeceu a prefeitura por ter atendido a suas indicações.

 

 

Higner Mansur (PSB)

Disse que o Rio Itapemirim ainda estará aqui por muito tempo, ainda que a atual geração não esteja, e precisa ser compreendido como instrumento de desenvolvimento e fonte vida para a cidade, e não como estrave a novas construções , como infelizmente alguns pensam. “Pena que Jaime Lerner não pode vir a Cachoeiro, devido ao seu estado de saúde. Ele compreende a importância da preservação dos rios na manutenção da identidade das cidades”, falou o vereador. Disse que, apesar das várias construções existentes no leito do rio, não deveria ser permitida a edificação de novos prédios, pois essa não uma solução para o futuro do município, que sofre com alagamentos.

 

 

Ely Escarpini (PV)

Disse que solicitou banheiros públicos para a área do Mercado da Pedra no Guandu. “Muitos dos clientes dos ambulantes são idosos e precisam utilizar instalações sanitárias com mais frequência”, falou o vereador.

 

 

Sílvio Coelho Neto (PRP)

 

Disse que a comunidade de Conduru foi contemplada com patrolamento.

Câmara convoca extraordinária

por Célia Ferreira publicado 20/06/2018 00h00, última modificação 25/06/2018 15h36

 

 

Já que na próxima terça-feira (26) não haverá sessão ordinária, devido à realização da sessão solene comemorativa da Festa de Cachoeiro, a Câmara Municipal convocou sessão extraordinária para a próxima segunda-feira (25), para votação de dois projetos que somente podem ser apreciados até o fim do mês de junho. São eles:

 

_ Institui o tíquete feira para os servidores do Poder Legislativo Municipal e dá outras providências

 

_ Autoriza o reajuste da remuneração de todos os servidores efetivos e comissionados desta casa pelo percentual de 2,95% correspondente ao índice oficial do IPCA/2017.

 

Segundo o presidente da Câmara, Alexandre Bastos (PSB), os projetos visam atender reivindicações justas dos servidores da casa. “ O tíquete-feira já é recebido pelos servidores do Executivo, e é justo que seja estendido ao Legislativo. E o reajuste atualiza as remunerações, de acordo com o índice anual de inflação”, diz. A sessão extraordinária será transmitida pela Rádio FM 107.

Câmara contrata estagiários

por Célia Ferreira publicado 19/06/2018 18h44, última modificação 19/06/2018 19h34

 

A Câmara Municipal está com processo seletivo aberto para a contratação de vinte estagiários. São 17 vagas para estudantes do ensino superior e/ou tecnológico e três vagas para alunos do ensino médio (com curso de informática), em ambos os casos matriculados em instituições localizadas em Cachoeiro de Itapemirim. Os currículos escolares dos candidatos serão avaliados por uma comissão, em que os principais critérios a serem avaliadas são a média e a frequência dos alunos.

 

A documentação necessária deve ser entregue pelos candidatos na portaria da Câmara, entre as 9h00 e 16h00, até sexta-feira. Os pré-selecionados serão entrevistados posteriormente, e o início do estágio está previsto para o dia 23 de julho. Os contratados receberão remuneração de 39 UFCI (Unidades Fiscais de Cachoeiro de Itapemirim), valor hoje equivalente a R$ 703,95.

 

Todas as informações sobre o processo seletivo podem ser encontradas no site da Câmara, no link http://cachoeirodeitapemirim.es.leg.br/transparencia/processo-seletivo-estagiarios. E também em edições do Diário Oficial do município, nos seguintes links:

 

 

http://leis.cachoeiro.es.gov.br:8081/normas/images/leis/html/L75582018.html

 

http://www.cachoeiro.es.gov.br/transparencia/diario/arq/Diario5590-04.pdf

 

http://www.cachoeiro.es.gov.br/transparencia/diario/arq/Diario5594-08.pdf

 

Resumo dos Pronunciamentos 12 de junho de 2018

por Janemar publicado 14/06/2018 14h17, última modificação 14/06/2018 14h17

Antonio Geraldo (PP)

Disse que fez projeto que altera a redação da lei que instituiu o tempo de atendimento nas instituições financeiras estabelecidas no município de Cachoeiro de Itapemirim e valores das das multas. Falou que retornou a fazer reportagens na área policial, e constatou que o bairro BNH tem sido muito afetado pelo tráfico. “No ponto final do bairro acontece tráfico de drogas 24 horas por dia, e os vendedores dos entorpecentes não são pessoas do local”, falou o vereador. Falou que o sistema penal do país não recupera ninguém, e que não existem medidas efetivas para proteger os jovens do tráfico. “Mas não é por falta de dinheiro, e sim de gestão”, falou o vereador. Lamentou o fato de que em Cachoeiro já acontece guerra de traficantes, com a polícia sendo recebida a tiros nos bairros.

 

 

Higner Mansur (PSB)

Disse que fez pedido de informações sobre o desvio de dinheiro na DATACI. Falou que a praça Jerônimo Monteiro está precisando de reparos e atenção com as folhas das palmeiras, mas que gostaria de que os ladrilhos fossem preservados. Falou sobre o professor Deusdeth Batista. “De todos os homens públicos que conheci, foi o mais ativo. No entanto, morreu pobre”, falou.

 

 

Delandi Pereira Macedo (PSC)

Disse que os servidores da Prefeitura estão acumulando perdas salariais enormes, e que os vereadores estão no aguardo do plano de cargos e salários da prefeitura. “Outra situação é a dos agentes de saúde e endemias, que estão com os salários defasados e com causa na justiça, cuja decisão está prestes a sair”, falou o vereador. Disse que o ponto de ônibus em frente a antiga Rádio Cachoeiro está muito perigoso a noite.

 

 

Sílvio Coelho Neto (PRP)

Falou sobre a importância da doação de sangue e seu projeto sobre o assunto, que cria o Junho Vermelho. Parabenizou a Caju Produções e o povo de Burarama pelo festival de cinema. “Quem não foi, perdeu. Um investimento muito grande em cultura, com patrocínio de grandes empresas”, falou o vereador.

 

 

 

 

Wallace Marvila Fernandes (PP)

Disse que o “vem para a rua” realizado no bairro Valão foi um sucesso, e agradeceu ao secretário Paulo Miranda pela limpeza realizada no bairro. Disse que indicação para que a AGERSA faça estudo sobre a possibilidade de redução do preço das passagens de ônibus, uma vez que o diesel baixou de valor. Disse que fez várias emendas ao projeto do Regimento da Guarda Municipal, que pleiteou muitas delas. “Eles tem direito de reivindicar suas demandas”, falou o vereador.

 

 

Elio Carlos Silva de Miranda (PDT)

Disse que fez solicitação de operação tapa buraco em vários bairros de Cachoeiro. Falou que o preço das passagens são baseados nos custos do ano anterior, portanto a redução do preço do diesel poderia acontecer a partir de 2019. Disse que conseguiu ano passado recursos com empresas privadas para construir 4 pontos de ônibus no Ruy Pinto Bandeira , que em contrapartida colocariam suas propagandas nos locais, mas a PGM não permitiu. “A gestão pública não consegue resolver o problema e estuda os modelos de pontos a serem feitos há mais de 8 anos. As empresas, para reduzir os impactos na vizinhança, se propõem a construí-los, mas não podem fazê-lo. Enquanto isso, o povo fica exposto ao tempo”, lamentou o vereador.

 

 

Alexon Soares Cipriano (PROS)

Disse que o Coramara não dispõe de praça aberta ao público. Falou que, segundo reportagem de jornal, mais de 12 mil pessoas no estado estão com causas na justiça para ter acesso à saúde. “O estado comparava uma cota de consultas para desafogar o sistema, mas isso não tem acontecido”, falou o vereador. Falou que o governo estadual e federal gastam milhões e publicidade, mas querem economizar retirando recursos da saúde, penalizando a população.

 

 

Allan Albert Lourenço Ferreira (PRB)

 

Disse que a SENDURB já está fazendo marcações no Bairro São Francisco de Assis para instalar futuros pontos de ônibus. “Não sei os horários que os ônibus passarão, mas a comunidade finalmente será atendida”, falou. Disse que votará a favor da reposição inflacionária dos servidores da Câmara.

 

 

 

 

Renata Sabra Baião Fiório Nascimento (PSD)

Falou que os vereadores não devem votar em nenhum projeto de lei apressadamente. Disse que os vereadores precisam se unir para melhorar os pontos de ônibus da cidade. Disse estar satisfeita com a qualidade de debates promovidos por seu partido. Disse que acontecerá uma nova reunião do “Simplifica Cachoeiro”, que busca desburocratizar a cidade. Lembrou que o dia 12 de junho é também Dia Mundial do Combate ao Trabalho Infantil. “Quando se fala em trabalho infantil, não se trata de delegar para eles pequenas tarefas domésticas, por exemplo. Trata-se do trabalho que impede as crianças de estudarem e terem infância”, falou a vereadora.

 

 

Rodrigo Sandi (PTN)

Disse que tem feito indicações para o bairro Zumbi. Falou que a subida do bairro Alto Eucalipto recebeu iluminação, “ Espero que os moradores conservem das lâmpadas”, falou o vereador

 

 

Alexandre Andreza Macedo (DEM)

 

Disse que as obras do esgoto do Alto Moledo foram retomadas. Disse que as obras CRAS de Itaoca serão retomadas, assim como o asfalto do Ipiranga. Disse que toda vez que algum representante do governo estiver em Itaoca, gostaria de acompanhá-lo, pois trabalha e busca ajuda para melhorar a situação do distrito.

Projeto aprovado estimula doação de sangue

por Célia Ferreira publicado 13/06/2018 11h00, última modificação 13/06/2018 11h00

Aprovado projeto que estimula doação de sangue

 

Os estoques de sangue de Cachoeiro baixaram de forma preocupante nos últimos meses. E o pior é que esta não é uma ocorrência isolada: o risco de falta de sangue está sempre presente nos hemonúcleos do sul capixaba, principalmente em datas próximas a feriados e férias escolares.

 

Visando mudar esta situação, a Câmara Municipal aprovou, nesta terça-feira (12), projeto de lei apresentado pelo vereador Sílvio Coelho Neto criando o “Junho Vermelho”, para orientar as pessoas sobre a importância da doação e incentivar os cachoeirenses a colaborarem com os bancos de sangue. “A ideia é que no mês de junho o poder público e a sociedade organizada realizem eventos que valorizem a doação, para repor os estoques e mostrar que este espírito solidário deve ser mantido durante todo o ano”, diz o vereador.

 

O movimento “Junho Vermelho” já ocorre em algumas cidades, como São Paulo. A escolha do mês deve-se ao fato de 14 de junho ser considerado o Dia Mundial do Doador. No inverno, a doação de sangue reduz em média 30% em virtude do frio, enquanto a demanda continua a mesma. “É preciso lembrar sempre às pessoas que a solidariedade é fundamental, pois não é possível produzir sangue artificial e nem substituí-lo por qualquer outro produto. Doar sangue é salvar vidas”, diz Silvinho.

Resumo dos pronunciamentos do dia 05 de junho de 2018

por Janemar publicado 06/06/2018 14h52, última modificação 06/06/2018 14h52

Antonio Geraldo de Almeida Costa (PP)

 

Parabenizou o time do Estrela e sua diretoria. “Apesar da crise econômica, não podemos deixar de defender os esportes”, falou o vereador. Falou que o futebol movimenta a economia, mesmo a dos municípios. Parabenizou o vice-prefeito Jonas Nogueira por seu aniversário. “É uma das pessoas mais sérias que conheci na política, e poderia ser mais aproveitado na administração municipal”, falou.

 

 

 

Higner Mansur (PSB)

 

Disse que fez requerimento a prefeitura para saber porque o Prefeito não assina as respostas vindas do Executivo, e sim os subordinados. Falou que também fez requerimento sobre o quantitativo dos comissionados e efetivos da prefeitura, e que seja expedido ofício ao prefeito para que o mesmo se abstenha de promover contratações temporários, sem concurso público na forma da lei, inclusive os professores. “Contratados não contribuem para o IPACI, que pode vir a ter problemas para pagar seus segurados no futuro”, falou o vereador. Disse que toda vez que receber respostas mal formuladas do Executivo, irá encaminhá-las ao Ministério Público. “Minha paciência se esgotou”, falou o vereador.

 

 

Diogo Pereira Lube (PDT)

 

Falou que pediu informações sobre a quantidade de cuidadores nas escolas do município e os recursos disponíveis para a contratação deles. Disse que o projeto que cria Conselho Municipal de Direitos Humanos terá audiência pública promovida pela Câmara. “O assunto precisa ser discutido com equidade e sobriedade. Não é assunto exclusivo da esquerda, é uma pauta liberal criada pela burguesia americana e francesa, diferente do que muitos pensam”, falou o vereador. Disse que o Brasil é signatário dos Direitos Humanos por opção.

 

 

Alexandre Bastos Rodrigues (PSB)

 

Agradeceu ao secretário Paulo Miranda pelos serviços de limpeza feitos na cidade, com mutirões de limpeza no bairro Rubem Braga e outros bairros, inclusive nos finais de semana.

 

 

 

Rodrigo Sandi (PODE)

 

Falou sobre a crise econômica e a greve dos caminhoneiros. “Vimos a crise chegar de fato dentro de nossas casas”, falou. Disse que fará ação social no bairro Zumbi. “O objetivo é retribuir tudo o que o bairro Zumbi fez por nós, e dar um pouco de dignidade à população”, afirmou.

 

 

 

Renata Sabra Baião Fiorio Nascimento (PSD)

 

Disse que o PSD fará reunião nos Caçadores dia 09 de agosto. Parabenizou o time do Estrela. “O time provou que pode ter uma boa equipe”, falou a vereadora. Agradeceu ao Poder Executivo por indicação atendida no bairro Agostinho Simonato. Disse que solicitou informações ao Executivo acerca da prestação de contas do prefeito ter sido feita depois do prazo e recebeu a resposta de que o Tribunal de Contas prorrogou o prazo, além das mudanças no sistema da prefeitura.

 

 

 

Wallace Marvila Fernandes (PP)

 

 

Agradeceu ao secretário Paulo Miranda. Disse ter feito pedido de informação a Secretaria de Trânsito sobre a fiscalização a motos. “Tenho recebido várias queixas sobre o excesso de barulho provocado por elas , que atrapalham escolas e hospitais”, por exemplo.

 

 

Allan Albert Lourenço Ferreira (PRB)

 

Agradeceu ao secretário Paulo Miranda. “Atende com equidade todos os vereadores”, falou o vereador. Disse que esteve no bairro Amaral e constatou que o bairro tem uma rua se transformando em um precipício, mas com placa de obras de contenção a ser executada. “Pedirei informações”,falou o vereador. Disse que o bairro São Francisco de Assis está cheio de bueiros entupidos. “Foram construídos prédios grandes no bairro, o que gerou a sujeira”, falou.

 

 

Delandi Pereira Macedo (PSC)

 

Disse que prefere utilizar meios digitais em seu trabalho para evitar o uso desnecessário de papel.“Sou ambientalista de coração”, falou. Disse que as obras do PA Paulo Pereira serão retomadas 08 de agosto. Afirmou ser a favor da tolerância e comedimento nas redes sociais. “Por exemplo, fui a favor da greve dos caminhoneiros, mas vários deles foram agredidos, inclusive aqueles que não queriam ficar parados. Isso é exemplo de intolerância”, falou o vereador.

 

 

Alexon Soares Cipriano (PROS)

 

Falou que solicitou asfaltamento para as ruas Corinta Gomes da Silva e Sebastião Vidaurre há tempos , mas apenas agora a massa asfáltica chegou a prefeitura. Disse que protocolou projeto de lei para que os futuros diretores da Agersa sejam sabatinados pela Câmara antes de assumirem o cargo, e não depois.

 

 

Paulo Sergio de Almeida (PRP)

 

Disse que na próxima quinta-feira será dada ordem de reforma da praça Custodio Andrade de Carvalho, do bairro Monte Cristo. Disse que solicitou reforço no fornecimento de energia para a localidade de Córrego dos Monos.

 

 

Bras Zagotto (SD)

 

 

Disse estar feliz com a vitória do time do Estrela. “O time voltou para o lugar de onde nunca deveria ter saído”, falou o vereador.

 

 

 

Resumo dos pronunciamentos do dia 29 de maio de 2018

por Janemar publicado 30/05/2018 14h18, última modificação 30/05/2018 14h18

Antonio Geraldo de Almeida Costa (PP)

 

Disse ser a favor da paralisação dos caminhoneiros. Falou que os consumidores não devem aceitar pagar valores extorsivos nos combustíveis. “Deveríamos fazer fila para não deixar ninguém abastecer nos postos, e não para comprarmos ”, falou o vereador. Disse que o povo brasileiro reclama, mas quando chega as eleições, esquece os problemas, caso for favorecido por algum candidato.

 

 

Higner Mansur (PSB)

 

Disse que fez indicação para que a parte noticiosa do Diário Oficial seja numerada. Falou que fez indicação para que somente servidores efetivos sejam nomeados fiscais de contrato. Falou que os vereadores fazem importante trabalho com as populações da periferia. “Eles tem contato com o povo. Secretários do executivo tem contato com dados tabulados, mas dificilmente a percepção do vereador para com a população”, falou o vereador.

 

 

Diogo Pereira Lube (PDT)

 

Disse que fez indicação para que seja feita limpeza do córrego que corta os bairros BNH e Coramara. Falou ter feito pedido de informações para que seja esclarecido o uso de caminhão da prefeitura em mudança particular. Falou que ser solidário com movimentos dos trabalhadores, mas lamentou a presença de oportunistas que pedem a intervenção militar, por exemplo. “O próprio General Villa Boas disse ser contra a intervenção”, falou. Falou que fez projeto de lei para que os alunos não precisem da carteira da casa do estudante para comprar passe escolar.

 

 

Renata Sabra Baião Fiorio Nascimento (PSD)

 

Disse ser importante a discussão sobre impactos para a vizinhança no caso de grandes empreendimentos. “O Executivo deve estabelecer regras para diminuir esses impactos, e fazer as benfeitorias necessárias, como pontos de ônibus e calçamento, e não ficar esperando que a iniciativa privada resolva os problemas de infraestrutura”, falou. Disse ser a favor das comemorações do dia das mães e pais em Cachoeiro. “Se a lei não está sendo cumprida, é caso de improbidade administrativa”, falou a vereadora.

 

 

Alexon Soares Cipriano (PROS)

 

Defendeu seu projeto que institui o Dia do Vigilante. Reclamou da demora da tramitação do processo de compra de bebedouros para as unidades de saúde do município. Disse que pequenos empreendedores têm muita dificuldade em conseguir alvarás para estabelecerem em áreas públicas na cidade. “Em compensação, a cidade tem dois postos de gasolina com alvarás vencidos funcionando”, falou. Falou que a cidade tem construções em áreas públicas invadidas, e pelo tempo que passou, a prefeitura já poderia ter regularizado a situação. “O município precisa urgentemente de leis de regularização fundiária”, falou o vereador.

 

 

Wallace Marvila Fernandes (PP)

Disse que a praça da Bandeira receberá melhorias. Falou que apresentou emendas ao projeto da Guarda Municipal no sentido de melhorar a redação do texto e evitar danos a Guarda e a população.

 

 

 

Delandi Pereira Macedo (PSC)

 

Agradeceu ao deputado Sergio Vidigal. Disse que solicitou a Secretaria de Educação relatório sobre aplicação da Lei Municipal que institui a comemoração do dia das mães e dia dos pais nas escolas da cidade. “Infelizmente, essas comemorações estão ficando no ostracismo nas escolas. As figuras do pai e da mãe são importantes”, falou o vereador.

 

 

Edison Valentim Fassarela (PV)

 

Disse ter feito indicação ao prefeito municipal que seja feito um estudo técnico para realização de uma rua completa ligando a rua Pedro Américo a av. Francisco Lacerda de Aguiar, onde existe uma metade rua e metade beco denominada beco Florentino Vantil, Bairro Paraíso.

 

 

Elio Carlos Silva de Miranda (PDT)

 

Disse que os vereadores enfrentam muitas dificuldades para verem suas indicações atendidas. Disse que o bairro Aeroporto ainda precisa de muitas melhorias, apesar dos serviços executados recentemente pela prefeitura.

 

 

 

Allan Albert Lourenço Ferreira (PRB)

 

Disse ter feito pedido ao prefeito municipal que fosse construído um posto de saúde e creche no bairro São Francisco de Assis

 

 

 

Sílvio Coelho Neto (PRP)

 

Disse ser solidário para com a greve dos caminhoneiros.

 

 

Rodrigo Sandi (PODE)

 

Disse que a escadaria próxima o CRE está desabando e solicitou que a prefeitura fizesse uma visita técnica ao local. Falou que parte da população ainda espera que os vereadores façam política assistencialista.

 

Paulo Sergio de Almeida (PRP)

 

Disse que solicitou informações sobre as quedas de energia no IBC, tendo resposta de que o principal motivo é que as árvores esbarram na rede elétrica. “A EDP faz a poda de modo errado, e demora a recolher os galhos. A prefeitura precisa ter uma equipe maior para executar estes serviços, falou o vereador.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vereador doa livros para as ouvidorias da Câmara

por Célia Ferreira publicado 25/05/2018 12h55, última modificação 25/05/2018 12h54

 

As ouvidorias da Câmara receberam um presente encaminhado pelo vereador Edison Fassarella: a coleção de livros relativos ao curso “Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça”. São seis módulos publicados pelo Ministério da Educação em 2010, e utilizados pelos alunos do Polo UAB de Cachoeiro, que oferece apoio presencial para o ensino à distância de universidades federais. O material foi entregue por Fassarella durante a sessão desta terça-feira (22) aos ouvidores geral (Alexon Soares), racial (Rodrigo Sandi) e da Mulher (Renata Fiório).

 

Fassarella explica que os livros foram doados, junto com outros, possivelmente para a futura biblioteca do Bairro Paraíso, por uma pessoa anônima que os deixou em sua casa, em sua ausência. “Mas tenho certeza de que eles terão excelente aproveitamento nas ouvidorias da Câmara, tanto para a qualificação dos servidores da Câmara quanto para outros interessados”, disse.

 

Os livros têm conteúdo voltado para a formação de lideranças preocupadas com as reivindicações e expectativas de setores tradicionalmente excluídos de políticas públicas, como mulheres e negros, entre outros. Cada módulo trata de um tema: Promoção da Igualdade; Gênero; Raça; Estado e Sociedade; A Transversalidade de Gênero e Raça na Gestão Pública; e Metodologia de Projetos de Pesquisa e Intervenção. Eles estão disponíveis no Espaço das Ouvidorias, no 3º andar da Câmara.

Resumo dos Pronunciamentos 22 de maio de 2018

por Janemar publicado 23/05/2018 17h06, última modificação 23/05/2018 17h06

Antonio Geraldo de Almeida Costa (PP)

 

Disse estar preocupado com a falta de estrutura e segurança das unidades de saúde de Cachoeiro. Agradeceu aos que colaboraram com doações de pacotes de fraldas geriátricas. Disse que a feira do produtor tem preços elevados. “No entanto, quem recebe o ticket-feira da prefeitura só pode gastá-lo naquele local. Gostaria que os servidores pudessem pelo menos ter outras opções”, falou o vereador.

 

 

Higner Mansur (PSB)

 

Falou sobre a árvore da chuva da Praça dos Macacos. “Foi plantada pelo Sr. Antonio Lino de Paula, em 1976, e ele, que tem 72 anos, ainda cuida com prazer da árvore. Entrego uma muda para cada vereador, que podem repassá-las para alguém que cuide delas, pois demanda uma grande área por causa de suas raízes, que se espalham bastante”, falou.

 

 

Edison Valentim Fassarela (PV)

 

Parabenizou os organizadores da Bienal Rubem Braga. Disse que visitou a unidade de Saúde do Bairro Recanto. Falou que neste mês acontecerá reunião na Vigilância Sanitária, e um dos assuntos serão os plantões das farmácias.

 

 

Bras Zagotto (SD)

 

Disse quer orgulhoso de pertencer a irmandade dos Alcoólicos Anônimos. Falou que é necessário o ensaibramento das estradas vicinais, importante para a comunidade rural. Disse que foi surpreendido pelas mudanças no trânsito na cidade. “Se acabarem as vagas de estacionamento mas proximidades da praça do táxi, os comerciantes da área serão ainda mais prejudicados”, falou o vereador.

 

 

Elio Carlos Silva de Miranda (PDT)

 

Disse que é preciso controle nas carteirinhas de alunos emitidas na cidade, por isso fez pedido de informações sobre o assunto a Casa do Estudante, sobre registro de estatuto, CNPJ; prestação de contas dos últimos três anos, quantitativo de documentos emitidos por ano e taxas cobradas pela entidade. Disse que apresentará projeto de lei a respeito dos plantões de farmácias em Cacheoiro , pois os moradores de bairros distantes do centro se sentem prejudicados.

 

 

Rodrigo Sandi (PODE)

 

Disse que continuará a fazer indicações em favor do bairro Zumbi. “Um dos problemas é o trânsito na entrada do bairro, situação que a prefeitura não resolve ”, falou o vereador. Disse ter feito várias indicações ao Executivo de pavimentação de vias do bairro, entre outros pedidos, mas não foi atendido. “O Zumbi tem sido bem atendido no quesito limpeza, mas carece de posto de saúde com sede própria, por exemplo, já que o que existe funciona dentro da escola, isso desde a administração de Ferraço”, falou o vereador.

 

 

 

Renata Sabra Baião Fiorio Nascimento (PSD)

 

Disse ter pedido informações sobre a merenda escolar do município. Disse ter requerido que seja implementado na Câmara o programa ambiental A3P, que é governamental e busca ações necessárias para o alcance da sustentabilidade ambiental em órgãos públicos. Disse que fez pedido de informação a SEMDURB acerca da possibilidade de instalação da rede de supermercados Carone em Cachoeiro. Falou que Cachoeiro poderia ter um corredor ecológico. Disse que a fiscalização do “pinicão “caberia a secretaria do Meio Ambiente, e não a AGERSA.

 

 

Delandi Pereira Macedo (PSC)

 

Disse ser importante a adoção de praças por parte dos empresários da cidade. Disse que moradores de São Bento tem reclamado da demora dos ônibus. Falou que recebeu resposta de solicitação a respeito de área conhecida como “pinicão”, no bairro Rubem Braga, que está sendo aterrada indevidamente. “A resposta que recebida Secretaria do Meio Ambiente é que a BRK deve desativar e recuperar a área. Mas a AGERSA é quem deve fiscalizar a realização do serviço” , falou o vereador.

 

 

Dario Silveira Filho (PSDB)

 

Disse que os vereadores têm muitas dificuldades em serem atendidos em suas indicações mas, mesmo assim, são muito cobrados pela população.

 

 

 

Alexon Soares Cipriano (PROS)

 

Disse que o CRE está em estado deplorável. Reclamou que o Governo Estadual tem intenção de acabar com o ensino médio noturno. Falou que o governo estadual tem falhado na Saúde e Educação. Disse que soube que a Secretaria de Educação não conseguiu recursos para a educação por falta de ter um CNPJ, e pedirá esclarecimentos a Secretária de Educação.

 

 

Alexandre Bastos Rodrigues (PSB)

 

Parabenizou os organizadores da festa de Conduru. Falou sobre os protestos dos caminhoneiros por causa da alta dos combustíveis. “A conta da corrupção está sendo enviada ao povo e sou solidário para com os caminhoneiros. O movimento deles também pertence ao povo”, falou o vereador.

 

 

Sílvio Coelho Neto (PRP)

 

 

Agradeceu à secretaria de obras por serviço feito na ponte de Burarama.

 

Regina Monteiro é Cachoeirense Presente de 2018

por Célia Ferreira publicado 22/05/2018 19h05, última modificação 22/05/2018 19h06

 

Agora é oficial: a Câmara Municipal aprovou nesta terça-feira (22) a concessão do Título de Cachoeirense Presente N. 1 de 2018 à jornalista Regina Monteiro. “ Ela é uma grande divulgadora de Cachoeiro e defensora dos interesses do nosso município. E declara abertamente o seu amor pela cidade. Estou muito feliz, é uma excelente escolha”, diz o presidente da Câmara Alexandre Bastos (PSB).

 

Regina Céli de Carvalho Monteiro nasceu no Rio de Janeiro e desde 1997, ano em que se mudou para a cidade, possui o Título de Cidadania Cachoeirense. De personalidade extrovertida e grande competência profissional, é pessoa querida na cidade e referência para os jornalistas locais, sendo conhecida entre os colegas como a “Rainha da Imprensa Cachoeirense”.


É graduada em Comunicação Social pela Universidade Gama Filho e pós-graduada em 'Sociologia e Política' e 'Planejamento em Educação de Nível Superior',com especialização em Assessoria de Comunicação e Assessoria de Imprensa. Trabalha há mais de 30 anos como servidora pública, tendo sido coordenadora da Agência de Notícias do Governo do Estado do Espírito Santo, em Vitória, além de assessora de imprensa das prefeituras de Alegre, Guaçuí e Muniz Freire. Hoje, é servidora efetiva da Prefeitura Municipal de Cachoeiro, articulista do Jornal ES de Fato e da Revista Leia, e apresentadora de televisão. Também atuou como professora e diretora da Faculdade de Filosofia de Alegre (FAFIA) e professora de diversas disciplinas no curso de comunicação social, do Centro Universitário São Camilo.

Explicações sobre lei dos taxistas

por Janemar publicado 16/05/2018 17h35, última modificação 16/05/2018 17h37

 

Explicações sobre lei dos taxistas

Na sessão da Câmara Municipal, dia 15 de maio, estiveram  na Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim o secretário Jonei Santos Petri (SEMDURB), funcionários da secretaria, gabinete do prefeito e os taxistas, para discutirem a lei 7131 e a possibilidade de licitação do serviço de táxi na cidade.

 

Segundo Leonardo Machado da Silva, do gabinete do prefeito, o Executivo criou uma comissão multidisciplinar para estudar a lei 7131. “Fizemos um estudo e verificamos que alguns itens deverão ser alterados, mas optamos pro manter a licitação. No entanto, ainda não existe serviço de táxi licitado em Cachoeiro, ferindo a lei aprovada. O que existe são permissões, que são concedidas anualmente e de maneira precaríssima”, falou. Ele também disse que a legislação sobre o assunto é conflituosa, já que existe decisão do Supremo de conceder o serviço de táxi sob autorização, mas ao mesmo tempo, o judiciário estadual entende que o serviço precisa ser concedido via licitação.

 

Por isso mesmo, faremos carta consulta ao Tribunal de Contas do estado para obter uma resposta quanto a licitação, e não faremos o processo enquanto não tivermos resposta. Também queremos fazer uma regra de transição para os taxistas que herdaram a permissão dos pais e para quem está com a troca do veículo atrasada, através de projeto de lei, que virá para a Câmara”, afirmou.

 

Perguntas dos vereadores e taxistas:

 

Allan Albert Lourenço Ferreira (PRB)

 

Pergunta: Por que ir ao Tribunal de Contas? Por que o próprio Tribunal não se manifestou a respeito primeiro?

 

Resposta: A lei 7131 fala em licitação, mas como não ainda não licitamos, o Tribunal não tem ciência do fato. A lei está vigente no município, em acordo com a legislação federal, mas não está sendo cumprida. Pode ser mudada, mas para isso precisamos de respaldo jurídico

 

 

 

Antonio Geraldo de Almeida Costa(PP)

 

Os taxistas estão apreensivos quanto a essa lei. O projeto foi votado no fim de 2014 sem discussões. Me preocupa a situação de insegurança pela qual passam os taxistas...

 

 

Resposta: A Lei sancionada pela presidente Dilma diz não ser necessária a licitação, mas sofre 4 ações de inconstitucionalidade. Outras leis, como as estaduais, dizem que pode haver licitação, criando conflitos. A autorização, “da lei da Dilma”, em todo caso, abre a brecha para que os herdeiros não tenham direito a nada, e a decisão sobre quem receberá as autorizações caberá apenas ao prefeito. Precisamos de uma solução com respaldo jurídico para todos os envolvidos, sejam os taxistas ou membros do Poder Executivo. Também temos vontade de licitar apenas as placas novas, mas isso feriria a isonomia e a legalidade. Existem inúmeras denuncias em vários municípios de vendas de permissões de táxis e são investigadas pelo MP.

 

 

Diogo Pereira Lube (PDT)

 

Existe prazo determinado para resolver o problema dos taxistas?

 

Resposta: Com a regra de transição esperamos abarcar a todos.

 

 

Edison Valentim Fassarela (PV)

 

Espero que Cachoeiro não seja a primeira cidade a ter licitação. A lei federal diz que não precisa, o Supremo também. Talvez possamos fazer a licitação somente das placas novas., os taxistas estão passando muitas dificuldades.

 

Resposta: Não encontramos base legal para licitar apenas placas novas. A Lei sancionada por Dilma em 2013 entra em conflito com a decisão do Supremo no que diz respeito a transmissão da permissão para herdeiros.

 

 

 

Renata Sabra Baião Fiorio Nascimento (PSD)

 

Fico triste de ver os taxistas aqui, quando deveriam ter se reunido com o prefeito, ou feita uma audiência pública. Precisamos de uma proposta de fato para apresentar ao prefeito, dentro do que a lei permite, para que os taxistas possam trabalhar a longo prazo. O Poder Executivo não pode convocar uma reunião com os taxistas e vereadores?

 

Resposta: O projeto de lei proposto pelos taxistas não tem fundamento jurídico. Após os estudos, quando fizermos um novo projeto , formaremos uma comissão que incluirá representante dos taxistas.

 

 

 

 

Ronaldo(Taxistas)

 

_Os taxistas precisam trocar o carro a cada 5 anos, mas muitos não tem recursos para isso.

_A SEMDURB e a AGERSA são morosas para emitir certidões, demorando mais de 30 dias. Antes da criação da agência, costumava demorar apenas 5 dias.

_Taxistas com veículos vencidos há poucos meses estão com processos parados e risco de

terem suas permissões cassadas.

_A lei 7131 poderia ser revogada até se resolver a situação, e sermos regidos pela Lei 4080.

 

 

Resposta-Kleber Paiva-SENDURB: Criaremos a regra de transição pode cobrir todas essas necessidades e dar legalidade aos taxistas. Sobre a Lei 4080, precisa ser estudada antes de ver a aplicabilidade no atual contexto, pois agora temos uma agência reguladora, coisa que não existia em 1995, ano de aprovação da lei.

 

Socorristas vão a Câmara

por Janemar publicado 16/05/2018 16h01, última modificação 16/05/2018 16h01

Na sessão de terça-feira, dia 15 de maio, esteve na Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim, a convite do vereador Wallace Marvila, o socorrista Edmar Farias. Ele sugeriu que fosse implantada na cidade uma brigada de socorro para fazer o primeiro atendimento a pessoas que necessitem de resgates de emergência. “O profissional socorrista leva a pessoa ao lugar mais adequado para o atendimento de seu caso”, falou.

Ele também disse que os bombeiros da cidade estão tendo dificuldades em atender a todas as demandas de socorro que recebem, devido aos inúmeros acidentes motociclísticos que acontecem no município. Segundo o socorrista, o investimento da Prefeitura seria baixo: R$ 50.000,00 ao mês para manter uma equipe de 12 pessoas e a manutenção dos veículos, e ceder duas motos e uma ambulância em bom estado,. “Os bombeiros poderiam fazer os atendimentos de maior gravidade, deixando casos menos complicados, como infartos e acidentes de menor gravidade, para a brigada atender”, falou.

Resumo dos Pronunciamentos 15 de maio de 2018

por Janemar publicado 16/05/2018 13h08, última modificação 16/05/2018 13h08

Antonio Geraldo de Almeida Costa(PP)

Agradeceu aos vereadores do Bairro Amaral por sua presença no gabinete itinerante. Falou que seu gabinete estará no dia 17 de maio na praça do bairro São Luiz Gonzaga, as 9h00. Disse que lamenta a situação de Cachoeiro, em crise econômica, com altos índices de violência e com as vias cheia de buracos. “Assaltos acontecem em qualquer horário, inclusive a unidades de saúde e igrejas ”, falou o vereador.

 

 

Higner Mansur (PSB)

 

Disse ter feito pedido de informação sobre a “praça dos macacos” e que ganhou mais de mil sementes da árvore da praça, e já tem mudas . Disse ter feito indicação a secretaria de educação em março do ano passado a respeito do cinema brasileiro nas escolas, conteúdo obrigatório segundo a LDB, mas nada foi feito.

 

 

Diogo Pereira Lube (PDT)

 

Disse que fez apedido de informação a Prefeitura sobre a empresa Trattar, que faz a coleta de lixo da cidade.

 

Elio Carlos Silva de Miranda (PDT)

 

Disse que a empresa de coleta de lixo da cidade tem veículos em péssimo estado. “Além disso, os funcionários juntam volumes de lixo em vários lugares para posterior recolhimento, o que causa inúmeras reclamações de moradores”, falou o vereador.

 

 

Delandi Pereira Macedo (PSC)

 

Agradeceu ao secretário Paulo Miranda por trabalho de limpeza executado no bairro Rubem Braga. Disse que Cachoeiro precisa urgentemente de planejamento urbano. “As futuras gerações nos agradecerão”, falou o vereador.

 

 

Wallace Marvila Fernandes (PP)

 

Agradeceu a limpeza feita no bairro Nova Brasília, além da instalação da boca de lobo. “Evitou o alagamento do bairro nas recentes chuvas, e provou a importância dos trabalhos de prevenção as enchentes”, falou.

 

 

 

Alexon Soares Cipriano (PROS)

 

 

Disse que a falta de limpeza e manutenção dos bueiros da cidade é uma das principais causas dos alagamentos. “Verifiquei no bairro Agostinho Simonato ruas sem a devida limpeza”, falou. Disse que o CEASA Sul precisa de manutenção na iluminação. “É uma área muito grande e pode sofre invasão de bandidos, como já aconteceu no passado, devido a escuridão”.

 

 

Inaugurado Espaço das Ouvidorias

por Célia Ferreira publicado 16/05/2018 12h00, última modificação 16/05/2018 12h00

 

 

O presidente da Câmara de Cachoeiro, Alexandre Bastos (PSB), inaugurou nesta quarta-feira (16) o Espaço das Ouvidorias do Legislativo Municipal. A solenidade contou com a presença de autoridades, representantes de instituições, secretários municipais e líderes comunitários, além de apresentação do grupo de capoeira Mocambos, do Mestre Bulldog.

 

Nossa intenção é dar melhores condições de trabalho para os nossos ouvidores, porque nós sabemos que quem procura este tipo de serviço na maioria das vezes precisa de privacidade para fazer a sua denúncia ou reclamação”, diz Bastos.

 

A Câmara de Cachoeiro possui três ouvidorias. A Ouvidoria Legislativa, criada em 2005, recebe denúncias, reclamações e sugestões sobre qualquer ação ou omissão que seja lesiva aos cidadãos ou ao patrimônio público municipal, ilegalidades e abuso de poder. Também é função do órgão estar atento ao funcionamento dos serviços legislativos e administrativos da Câmara, sugerindo medidas necessárias à regularidade, aperfeiçoamento e organização dos trabalhos internos. O ouvidor é o vereador Alexon Cipriano (PROS).

 

As outras duas ouvidorias são subordinadas à Ouvidoria Legislativa. Criada também em 2005, a Ouvidoria Permanente em Defesa da Igualdade Racial é responsável por receber e encaminhar denúncias de preconceito e discriminação relacionadas a etnia, raça ou cor. Tendo como ouvidor o vereador Rodrigo Sandi (PODE), ela também deve sugerir e acompanhar a implementação de políticas inclusivas e medidas para a promoção da igualdade racial no município. Já a Ouvidoria da Mulher, criada em 2018, é destinada a receber e encaminhar denúncias sobre todo tipo de discriminação, abuso e violência contra a mulher, acompanhando o andamento das providências. A ouvidora é a vereadora Renata Fiório (PSD).

 

As ouvidorias são um canal de comunicação direto da Câmara com o cidadão de Cachoeiro e tornam o Poder Legislativo mais transparente e participativo”, diz o presidente. Quem quiser contatar as ouvidorias da Câmara, também pode utilizar o telefone 3526-5659 ou os e-mails disponíveis no site da Câmara (cachoeirodeitapemirim.es.gov.br).

 

 

Resumo dos Pronunciamentos 08 de maio de 2018

por Janemar publicado 09/05/2018 16h47, última modificação 09/05/2018 16h47

Higner Mansur (PSB)

 

Disse que pediu informações ao Prefeito sobre o aumento da contribuição patronal ao IPACI. Parabenizou a Secretaria do Meio Ambiente por resposta dada a seu pedido de informação.

 

 

Bras Zagotto (SD)

 

Disse que o Conselho Tutelar instalado na Ilha da Luz está cheio de goteiras. “Me enviaram uma foto com os funcionários utilizando guarda-chuva dentro da sala”, falou.

 

 

Sílvio Coelho Neto (PRP)

 

Falou que fez pedido de informação sobre uso de recursos de emenda parlamentar da deputada Norma que seriam destinados a compra de ambulâncias para o distrito de Conduru e Soturno, e foi informado de que os recursos não poderiam ser utilizados para a aquisição dos veículos, segundo determinação do Ministério da Saúde.

 

 

Renata Sabra Baião Fiorio Nascimento (PSD)

 

Disse que fez pedido de informações há cerca de 6 meses sobre o cadastro imobiliário dos imóveis pertencentes ao município. “A prefeitura não dispõe de um relatório completo sobre seus imóveis, mas quer alugar prédios para instalar seus órgãos ”, falou. Disse que falta a região sul lideranças para se fazerem notar pelo executivo estadual.

 

 

Antonio Geraldo de Almeida Costa (PP)

 

Falou que recebeu respostas da prefeitura a respeito de pedidos protocolados em agosto de 2017. Disse que levará sue gabinete itinerante ao Bairro Amaral na quinta- feira.

 

 

Diogo Pereira Lube (PDT)

 

Disse que fez indicação sobre a iluminação pública nas proximidades do IFES, mas ainda não foi atendido. Afirmou que a orientação de seu partido é sempre votar pelos trabalhadores.

 

 

Wallace Marvila Fernandes (PP)

 

Disse que seus pedidos de informações também estão com as respostas atrasadas. Disse que a falta do estacionamento rotativo tem prejudicado o comércio local. Defendeu que Cachoeiro tenha socorristas especializados em atendimentos imediatos.

 

 

Alexon Soares Cipriano (PROS)

 

Disse que o governo do estado tem feito inaugurações e obras, devido ao período eleitoral. “A mesma lógica se aplica às notícias do governo federal sobre a redução do preço da energia elétrica”, falou.

 

 

 

Delandi Pereira Macedo (PSC)

 

Disse que fez projeto sobre isenção de IPTU para imóveis utilizados para práticas religiosas. “A Constituição prevê isenção de impostos para todas as entidades religiosas”, falou.

 

 

Allan Albert Lourenço Ferreira (PRB)

 

Disse que pediu ensaibramento para ruas sem pavimentação em Cachoeiro, como as do bairro São Lucas.

Advogada de taxistas diz que município desrespeita lei

por Célia Ferreira publicado 08/05/2018 19h10, última modificação 08/05/2018 19h10

 

A advogada do Sindicato Profissional dos Motoristas de Táxi no Estado do Espírito Santo (Sindtavi), Márcia Nass Folador, fez pronunciamento na Câmara de Cachoeiro nesta terça-feira (08). Segundo ela, a lei municipal 7131/2014 fere a legislação federal, que trata o serviço de táxi como permissão ou autorização, não sendo passível de licitação. Márcia disse que os taxistas de Cachoeiro encaminharam à prefeitura uma proposta para alteração da lei, mas ainda não tiveram resposta. O vereador Delandi Macedo (PSC), líder do prefeito na Câmara, anunciou que manteve contato com o Executivo e solicitou que técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Urbano compareçam à Câmara na próxima terça-feira para prestar esclarecimentos sobre a questão.

  

Questionamento dos vereadores

 

Alan Ferreira (PRB): Como está a questão da licitação na prefeitura?

Resposta - Entendemos que os taxistas da cidade têm direitos adquiridos, e deve-se reconhecer quem já tinha sua placa. Ouvimos rumores de que todas as placas seriam licitadas, o que pensamos ferir o estado de direito.

 

Antonio Geraldo (PP): Houve reuniões com o prefeito? A licitação faz parte da legislação federal sobre os táxis?

Resposta - Desconhecemos legislações federais que estabeleçam licitações para táxis. O STF fala em autorização. Quanto às reuniões com o prefeito, aconteceram por iniciativa dos taxistas da cidade. O prefeito criou comissão para cuidar do assunto.

 

Bras Zagotto (SD): Quantos taxistas temos na cidade? Já há um edital de licitação?

Resposta: São cerca de 90 profissionais. E ainda não foi publicado o edital de licitação sobre o serviço. E existe outra dificuldade que os taxistas enfrentam em Cachoeiro: a legislação federal possibilita dois defensores para substitui-lo no serviço se ele precisar, mas Cachoeiro exige atestado do INSS, dizendo que o taxista está doente, para a utilização dos defensores. Com isso, muitos taxistas são levados a agir de forma ilegal, pois ninguém tem condições de trabalhar 24 horas e nem de deixar o carro parado. Por isso, tomaremos a postura de utilizarmos recursos judiciais.

 

Diogo Lube (PDT): Foram feitas audiências públicas sobre o projeto que deu origem à Lei 7131, antes de sua votação?

Resposta: Desconhecemos. E insisto: táxi é serviço de utilidade pública, mas não um serviço público. Existe uma grande diferença entre esses conceitos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Juiz defende estatuto próprio para a Guarda

por Célia Ferreira publicado 08/05/2018 18h26, última modificação 08/05/2018 18h26

 

 

O Juiz de Direito da 1ª Vara da Fazenda Pública de Cachoeiro de Itapemirim, Dr. Robson Louzada Lopes, esteve na Câmara nesta terça-feira para falar sobre projeto de lei do Poder Executivo que institui as normas de conduta da Guarda Municipal.

 

Segundo ele, o projeto é necessário, pois, embora o município já possua um estatuto para regular a atuação de todos os servidores, a lei federal nº 13.022/2014, que criou o Estatuto Geral das Guardas Municipais, condiciona o funcionamento das Guardas Municipais à implantação de ouvidoria e corregedoria próprias, que estão previstas no texto enviado à Câmara.

 

O juiz disse ainda que o município possui apenas 68 guardas, embora pudesse ter duzentos, devido ao quantitativo da população. E afirmou que estes servidores precisam de treinamento que vão além do uso de armas, para evitar abusos e dar mais eficiência a sua atuação. “Este é o momento para resolver as questões relacionadas à Guarda, e a Câmara é importante e soberana na votação do projeto, que dará o pontapé necessário para resolver os impasses que se arrastam há cerca de 10 anos”, finalizou.

 

Questionamentos dos vereadores

 

 

Antonio Geraldo (PP): Os guardas municipais também redigiram um projeto de lei, o senhor o analisou?

Resposta: O projeto deles utiliza regras aplicadas à PM, e não pode ser assim, é inconstitucional. O regime aplicado a eles deve ser mais próximo à cidadania, e a Guarda deve ser dedicada a proteger o patrimônio publico e o cidadão.

 

 

Delandi Macedo (PSC): Nossa Guarda está desarmada, e o curso de tiro que estão fazendo está terminando. A Guarda será imediatamente armada ou não, com a finalização do curso?

Resposta: Para usarem as armas, além de terminarem o curso, é preciso haver a criação do estatuto da categoria e a instalação da corregedoria e da ouvidoria da Guarda.

 

 

Renata Fiorio (PSD): O projeto põe fim a todas as demandas judiciais da Guarda municipal?

Resposta: Na realidade, é preciso acompanhar as avaliações dos guardas municipais durante o curso que está sendo feito. A legislação estabelece que as ouvidorias devem ser independentes do corpo da Guarda Municipal, justamente para ouvir o cidadão, e a corregedoria deve ter membros da Guarda. Observo, na verdade, a tentativa de construir modelos de guardas municipais que repetem o modelo da Polícia Militar, isso no Brasil inteiro. Mas é inconstitucional.

 

 

Walace Marvila (PP): Os salários da Guarda estão defasados, por isso muitos fazem bicos de segurança. Não chegou para nós nada sobre a Ouvidoria e a Corregedoria da categoria, e a prefeitura também não ofereceu uma contrapartida de valorização profissional para eles.

Resposta: O perfil da Guarda Municipal não é militar, por isso não se fala em carreira. É um cargo isolado, só cabem as progressões laterais, de salários, a partir dos anos de trabalho e as gratificações. Com relação à exclusividade, a decisão é soberana da Câmara. Mas, como cidadão, penso que é incompatível com a função, pois os guardas terão mais facilidade de conseguir estes trabalhos em relação às empresas de segurança. Sobre a Ouvidoria e a Corregedoria, a Prefeitura deve se manifestar sobre o assunto, pois já foi alertada.

 

 

 

 

 

 

 

 

Amaral inaugura tribuna com seu nome

por Célia Ferreira publicado 08/05/2018 16h55, última modificação 08/05/2018 17h23

 

O ex-vereador José Carlos Amaral, que cumpriu seu último mandato na legislatura 2013-2016, esteve na Câmara nesta terça-feira (08) para agradecer aos vereadores pela homenagem que deu seu nome à tribuna da casa, proposta pela vereador Brás Zagotto. Amaral lembrou histórias vividas ao longo dos seus oito mandatos e disse ser uma alegria viver um momento como este.“A Câmara tem muita história, e esta tribuna faz parte da minha vida”, disse ele. Sobre a possibilidade de que venha a se lançar novamente candidato a vereador, Amaral foi taxativo: "Nunca mais serei vereador. Mas vou disputar a prefeitura nas próximas eleições. Minha plataforma é a honestidade, pois sempre tive as mãos limpas", anunciou.

Cursos e Ação Global no SENAI

por Janemar publicado 04/05/2018 17h01, última modificação 04/05/2018 17h01

 

Na sessão de quarta- feira, dia 02 de maio, a convite da vereadora Renata Fiorio, esteve na sessão da Câmara a diretora escolar do SENAI, Tânia Mara de Oliveira Barros. Ela falou sobre a oficina de profissões a ser realizada pela instituição.

Os cursos a serem apresentados serão: Mecânica Automotiva, Eletricidade, Soldagem MIG/MAG, Tornearia Mecânica, Montagem de Computadores e Mecânica de Motocicletas.

As inscrições serão feitas nos bairros da cidade, sendo que o Gilson Carone e Jardim Itapemirim já foram contemplados. Os próximos locais que receberão as inscrições neste mês serão: Vila Rica e Teixeira Leite, dia 17, Rubem Braga, Aquidabã e Novo Parque, dia 21, São Francisco de Assis e São Lucas, dia 28. No mês de junho será o Monte Cristo, dia 6 e o Village, dia 8 .

A diretora ressaltou que o os cursos não gerarão certificados, pois o objetivo é de que os participantes, principalmente adolescentes, conheçam como é a profissão que eventualmente escolheriam.

Outro assunto abordado foi a Ação Global, que acontecerá dia 26 de maio no estacionamento da instituição, das 9h00 as 17h00. O evento, parceria do SESI com a Rede Globo, contará com a emissão de carteiras de identidade, atendimento do PROCOM, assistência jurídica e recreação para as crianças, entre outros serviços. “Esperamos emitir cerca de 1200 documentos ”, falou a diretora.

Resumo dos pronunciamentos do dia 02 de maio de 2018

por Janemar publicado 03/05/2018 17h50, última modificação 03/05/2018 17h50

Higner Mansur (PSB)

 

Enfatizou que o teatro Rubem Braga foi construído na gestão de Ferraço há 18 anos, embora pouco se mencione o nome do ex- prefeito ao falar do teatro. Disse que as feiras de artesanato são importantes na economia do município, e que a Prefeitura tem cuidado bem desta área na cidade. Falou que é lamentável que as pessoas falem mal de Roberto Carlos, já que o cantor é umas das razões de turistas visitarem Cachoeiro.

 

Antonio Geraldo de Almeida Costa (PP)

 

Disse que a população deve vir a Câmara apresentar suas propostas de melhorias para a cidade. Disse estar preocupado com o andamento das licitações da Prefeitura. Disse que o secretário do gabinete da Prefeitura tem sido elogiado por sua ação na administração. “No entanto,o Executivo já foi alertado pelo excesso de gastos com pessoal, e me preocupo com os servidores que já foram demitidos”, falou.

 

Renata Sabra Baião Fiorio Nascimento (PSD)

 

Falou que a Comissão de Acompanhamento da Câmara a respeito da transferência das cotas para a BRK Ambiental finalizou seu relatório e o entendimento foi de que será encaminhado pedido de informação a Prefeitura para certificar se foi instalado processo administrativo próprio, conforme indicado pela AGERSA. “Concluímos que não houve dano ao erário, mas irregularidades dentro da tramitação do processo, o que pode ser sanado”, falou a vereadora.

 

 

Bras Zagotto (SD)

 

Disse que iluminação pública na cidade está deixando a desejar. “Fizemos pedido de informação a respeito”, falou o vereador. Disse que a prefeitura está terminando as obras nas ruas do bairro Recanto. Disse que ser contra a demolição dos imóveis existentes na ilha da Luz.

 

Edison Valentim Fassarela (PV)

 

Agradeceu a Prefeitura por sinalização de estacionamento feita na rua João Sasso, no entroncamento do bairro São Geraldo. Falou que a feira de artesanato que será feita no bairro Paraíso teve um aumento de 40% de procura de pessoas interessadas em expor seus produtos em relação ao ano passado.

 

 

 

Diogo Pereira Lube (PDT)

 

Falou sobre a importância da Campanha Maio Amarelo na prevenção dos acidentes de trânsito. “O que mais mata no Brasil são acidentes de trânsito e a violência doméstica, fatos que são passíveis de serem mudados através da educação”, falou. Disse que foi questionado sobre leitura da Bíblia nas sessões, já que o estado é laico. “Me perguntaram se não pode abrir espaço para a leitura de livros de outras religiões’, falou o vereador.

 

 

Elio Carlos Silva de Miranda (PDT)

 

Disse que o Executivo fez parcerias com as comunidades para reforma de quadras de esportes de diversos bairros da cidade. Disse que é necessário conversar com os usuários do transporte público sobre a questão da Flecha Branca. “Sempre quer pedimos informações à Flecha e a AGERSA, elas são enviadas, mas precisamos ouvir os usuários do serviço também, que reclamam do principalmente do preço cobrado pelo trajeto e do serviço de má qualidade”, falou o vereador. Disse que é preciso estudar alternativas para subsidiar o transporte público da cidade, como o uso dos recursos do rotativo.

 

 

Allan Albert Lourenço Ferreira (PRB)

 

Disse que a administração da prefeitura tem pecado na impessoalidade e na moralidade na administração pública. “Não tratam, nós, vereadores, igualitariamente na questão de nossas indicações de obras e serviços. Alguns conseguem ser atendidos rapidamente, mas outros, como eu, não. Devemos fiscalizar a prefeitura ferrenhamente, e sermos tratados da mesma forma”, falou.

 

 

Wallace Marvila Fernandes (PP)

 

Falou que visitou o bairro Valão, e notou várias escadarias sem pavimentação. “Encaminhamos pedidos a prefeitura para melhorá-las”, falou. Disse que recebeu reclamações sobre a empresa que está recolhendo o lixo na cidade não está atendendo a todas as ruas. “Com isso,a prefeitura limpa as vias, mas os cachorros espalham o lixo que os moradores colocam para ser recolhido. A empresa que presta o serviço já foi notificada várias vezes ”,falou o vereador.

 

 

Rodrigo Sandi (PODE)

 

Disse estudar formas para melhorar o transporte público da cidade, como a legalização do transporte alternativo . Disse que ouvirá o Consórcio Novotrans. Leu texto sobre a necessidade de renovação na política nacional e o fim do da mania dos brasileiros de querer levar vantagem em tudo.

 

Delandi Pereira Macedo (PSC)

 

Disse que é necessário limpeza em rua do bairro Agostinho Simonato e iluminação em rua do bairro Monte Belo. Disse que é preciso fiscalizar o serviço de transporte público da cidade a fim de evitar maiores prejuízos para a população. Disse que o bairro Village tem espaços vazios que podem abrigar áreas de lazer das quais a comunidade precisa.

 

Alexon Soares Cipriano (PROS)

 

Disse que criou comenda para comemorar o dia do Vigilante, e também a instituição da data comemorativa da categoria. Disse que o Norte do estado tem sido privilegiado em investimentos, ao contrário da região sulina. Disse que a população deve ficar atenta a ordens de serviços assinadas em épocas eleitorais, verificando se vão ser executadas e concluídas. Disse que votará a favor da Guarda Municipal a respeito do projeto que estabelece o regimento da categoria em Cachoeiro.

 

Alexandre Andreza Macedo (DEM)

 

Disse que a falta de atendimento médico noturno em Itaoca cria problemas para os moradores. “Em uma emergência noturna, nem todos os moradores têm automóvel para vir a Cachoeiro, e são 25 km de distância. ”, falou o vereador.

 

Paulo Sergio de Almeida (PRP)

 

Disse que os taxistas estão sofrendo concorrência desleal do transporte clandestino na cidade.

 

 

Sílvio Coelho Neto (PRP)

 

Parabenizou os organizadores do encontro de Trilheiros de Burarama.

 

 

 

 

Ações do documento